(4 minutos – Rafael Martins)

A mensagem a seguir foi trabalhada em um Encontro Espírita de Jovens no último carnaval. O propósito? Bem, o propósito era saber a REAÇÃO daquela galerinha que nunca ligou de “fixo para fixo” para um amigo . Simples assim.

Vamos logo ao texto para que vocês que prestigiam a ilha de ignorância que é esse blog possam vislumbrar o objetivo desse post.

 

“Irmãos da Seara do Bem, que Jesus esteja conosco. É sempre tempo de encontros, reencontros, além do indispensável encontrar-se.

Venho neste instante decisivo compartilhar com todos o caráter decisivo do momento, com o fim único de impulsionar-lhes a um novo patamar de entrega ao próximo.

Além das batalhas cotidianas em que o homem materialista se enovela, há toda uma intricada conjuntura divina que marca passo inexoravelmente. A Lei do Progresso, em sua fatalidade e impulsionada pela Lei de Amor, vem ditar novos rumos, os quais se mostram independentes da conduta distraída e egoísta do homem no mundo, ser este ainda tão distante do homem de bem do Evangelho.

Com efeito, entidades celestiais têm estabelecido períodos de destacadas e inadiáveis mudanças a serem impostas ao homem por conta de sua preguiça diante do eterno e das verdades espirituais. O protagonismo que o homem terreno supõe ter diante mesmo de todo o universo será chacoalhado em suas bases pela força da natureza. O próprio homem da ciência já tem robusta ideia do quantum de energia que se acumula desde as placas do tabuleiro geológico até os céus com suas tempestades decorrentes do aquecimento do globo.

Nesse propósito, não titubeeis, desde 1857, com o advento da obra mater dessa Doutrina Consoladora, estabelecem-se planos sólidos e rígidos de evolução. Que seja tão oportuno quanto útil saberem todos que duzentos anos após os esclarecimentos do Espírito da Verdade e sua falange será já esse planeta que habitais um Mundo de Regeneração. Para tal cumprimento é que da erraticidade provêm milhares de espíritos em roupagens a que chamais crianças índigo e cristal.

Ficai atentos, o tempo que passa verte oportunidades que, quando mal trabalhadas, se transmudam até mesmo em depressão, ao passo que o tempo que se avizinha se esvai em lenta agonia na forma de ansiedade para o homem que não se conhece.

Retomai o controle de si mesmos no ensejo de aproveitarem o tempo do agora. Do contrário, as Leis Divinas em sua perfeição e dentro dos prazos estipulados, os conduzirão a orbes mais apropriados ao que trazem em seus corações.

Eurípedes Barsanulfo, 18 de dezembro de 2012. Mensagem psicografada pelo Médium Delvani de Jesus no Centro Espírita Luz Consoladora – Santarém/PA.”

 

Bem, o que vocês acharam? Foi exatamente assim que também me direcionei aos meninos e meninas do evento.

Entre os jovens presentes no auditório, apenas um desafiou a veracidade da mensagem explicitamente.

Mãozinha levantada para dizer: “É questionável essa mensagem aí.”. Quando pressionado, o jovem manteve-se tão sereno quanto tranquilo em dizer que a desconfiança dele teria vindo “desse lance aí de ser determinístico com a data de transição planetária”.

Alguém mais? Insisti pra ver se alguém entrava na barca do garoto audacioso.

Só que ele ficou lá sozinho mesmo.

Era o primeiro encontro espírita dele num evento que estava na sua décima edição. Seria a ausência de uma influência do passado um fator decisivo para o questionamento?

Bem, ele ficou sozinho, mas na barca mais confiável.

Eu inventei tudo mesmo[1]. Recurso pedagógico contraintuitivo e de alto impacto. Ser previsível é muito chato.

Com as devidas licenças ao Apóstolo de Sacramento (Eurípedes Barsanulfo), construí esse cenário com esse nome esquisito de médium de um Centro distante e ainda posicionei tal mensagem numa época em que muito se falava do final dos tempos. Tudo o maior caô.

Fiz isso com o propósito de colocar os jovens na vida real no que tange ao trabalho mediúnico. Quem quer nos enganar vai utilizar nomes de credibilidade, vai misturar frases até com certo sentido junto de coisa inútil. Vai inclusive se aproveitar de um determinado contexto que baixa nossa guarda, reduz nosso rigor de crítica, para nos influenciar com algo que só faz a gente patinar.

O detalhe é que no tempo em sala de aula que antecedeu o compartilhamento da mensagem fake no auditório foram trabalhados justamente os alertas presentes nas obras básicas quanto à impossibilidade de mensagens desse naipe – com datas determinísticas, conceitos polêmicos e excessivamente focadas nessa doutrinação do medo de cataclismas – provirem de Espíritos Superiores.

O mais bacana é que sempre depois de uma saraivada dessas os jovens ficam mais ligados para as próximas atividades. Pode pedir pra colorir um coração com giz de cera que um marmanjo de 18 anos já vai olhar para você (o facilitador) e raciocinar algumas vezes com muita cautela.

Bem vindos a postura questionadora da Doutrina Espírita. Ao espírito do verdadeiro espírita.

[1] Imaginem vocês que durante a leitura da mensagem eu tive que ficar acompanhando as carinhas dos ouvintes para ver se já não tinha nenhum jovem emocionado com a mentira que eu tinha inventado. Foi tenso, instrutivo e divertido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s